Inicial O Escritório Localização Contato
Artigos Links Úteis Notícias Área de Atuação Premios Recebidos Propriedade Intelectual
 
Notícias
24/01/2014 - Pirataria
Comerciante de produtos piratas cumprirá detenção
 

Pela prática do crime de violação de direitos autorais, realizado pela venda de CDs e DVDs falsificados, a comerciante A.C.S. teve mantida sua condenação pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.

A pena, de dois anos de reclusão e 10 dias-multa, no regime inicial aberto, substituída por duas restritivas de direitos, foi aplicada em razão da apreensão da ré comercializando 611 cópias de CDs e DVDs de títulos diversos.

A comerciante alegou, em seu recurso, a aplicação do princípio da insignificância, por se tratar de crime que, supostamente, não gera lesão a nenhum bem jurídico. Assim, pediu que fosse absolvida da prática por atipicidade, ou seja, conduta que não se enquadra nas descritas no Código Penal,  tampouco nas leis penais especiais.

Entretanto, o relator do processo, Des. Dorival Moreira dos Santos, acredita que “a comercialização de DVDs e CDs não pode ser tolerada nem considerada atípica, pois embora contumaz, viola seriamente os direitos autorais, além de causar prejuízos ao Fisco, à indústria fonográfica nacional e aos comerciantes regularmente estabelecidos”.

O relator ainda argumenta que o fato de a população adquirir de forma habitual produtos “piratas”, não torna a conduta socialmente adequada e não tem o condão de impedir a incidência do tipo. E aponta a Súmula 502 do Superior Tribunal de Justiça, a qual afirma que expor à venda CDs e DVDs piratas se enquadra, sim, no tipo penal.

“Ademais, os crimes relacionados à pirataria não são, no mais das vezes, cometidos isoladamente, fazendo parte do chamado crime organizado, causando prejuízos incalculáveis para toda a sociedade, de maneira que a tolerância estatal com esse tipo de delito deve ter um fim”, conclui o Des. Dorival, sendo acompanhado, por unanimidade, pelos desembargadores da 1ª Câmara Criminal.


Processo n° 0005494-47.2011.8.12.0001

 
 
Fonte: Secretaria de Comunicação Social - imprensa@tjms.jus.br

[+] Notícias
04/09/2015 - CONTRATOS RELATIVOS AO PCT - PLANO DE PARTICIPAÇÃO COMUNITÁRIA DA INEPAR
CONTRATOS RELATIVOS AO PCT - PLANO DE PARTICIPAÇÃO COMUNITÁRIA DA INEPAR
SE VOCÊ TEM CONTRATO ASSINADO COM A INEPAR, REFERENTE A AQUISIÇÃO DE LINHAS DE TELEFONE NA CIDADE DE CAMPO GRANDE (MS), E ESTÁ FORA DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, PODERÁ ENTRAR EM CONTATO COM NOSSO ESCRITÓRIO PARA MAIORES ESCLARECIMENTOS.   PARA OS QUE RESIDEM EM CAMPO GRANDE, PODE NOS PROCURAR DIRETAMENTE EM NOSSO ESCRITÓRIO. PARA OS QUE RESIDEM NO INTERIOR DO ESTADO, PODEM NOS PROCURAR PELO E-MAIL OU PELOS TELEFONES.   ...
 
24/02/2015 - Video sobre boletos falsos
O INPI Não envia boletos ao cliente
Segue o link para que todos os clientes da Soligo & Advogados, possam ficar cientes dos golpes que vem sendo aplicados nas pessoas que de boa fé contratam profissionais sérios para requerer o registro de suas marcas. Se receberm ...
 
29/07/2014 - Registro de Domínio
Presidenta da República ganha titularidade de sites com seu nome
Sentença proferida pela 8ª Vara Cível de Campo Grande julgou parcialmente procedente a ação movida pela Presidenta da República contra W.P.M. e G.F. para declarar que cabe a autora a titularidade dos domínios “www.dilma.com.br” e “www.dilma13.com.br”, desconstituindo o registro anterior dos domínios em nome dos réus. Narra a autora que ingressou com a ação pretendendo a declaraç&atild...
 
10/06/2014 - Músicos - cadastro em órgão de classe.
Músico não precisa de inscrição em órgão de classe para exercer a profissão
A Quarta Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) decidiu, por unanimidade, que a profissão de músico não exige inscrição na Ordem dos Músicos do Brasil (OMB) nem o pagamento de taxas ou mensalidades por ser a música uma das formas de manifestação da arte, devendo ser livre a sua expressão. Segundo Lei nº 3.857/60, que criou a Ordem dos Músicos do Brasil, seria necessário o ...
 
24/03/2014
Rótulo de produto deve informar a existência ou não de glúten entende TJMS
Por unanimidade, a 5ª Câmara Cível negou o pedido de Apelação interposta pela Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Campo Grande e do Estado, inconformada com a sentença prolatada pelo juiz de Direito da 2ª Vara de Fazenda Pública e de Registros Públicos da Capital, que julgou parcialmente procedente seu pedido nos autos de uma Ação Coletiva de Danos Morais em desfavor de uma empresa de im...
 
 
Voltar
Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.
Nome: 
E-mail: 
Cidade: 
2917 Repita o
código:
 
Soligo & Advogados S/S
Rua Coronel Cacildo Arantes n.º 709 - Bairro Chácara Cachoeira - CEP: 79040-452 -  Campo Grande (MS) - Brasil
+55 (67) 33051823  - +55  (67) 99859-6616
 
SOBRE
- O Escritório
- Localização
- Contato
 
MAIS
- Artigos - Links Úteis
- Notícias - Área de Atuação
- Premios Recebidos - Propriedade Intelectual
Copyright ® Soligo & Advogados é marca registrada perante ao INPI - Todos os direitos de reprodução reservados.